Soirées Littéraires | A Menina dos Olhos de Ouro

Soirées Littéraires | A Menina dos Olhos de Ouro

Evento bimestral da Aliança Francesa de Curitiba e Marcelo Almeida Cultura.
Venha discutir com Marcelo Almeida e demais participantes obras da literatura francesa e francófona.

Como funciona o evento:

  1. É selecionada uma obra francófona. Este mês: A Menina dos Olhos de Ouro, Honoré de Balzac
  2. O público interessado faz inscrição e pode emprestar a obra na secretaria da AF;
  3. O publico inscrito pode ler a obra até o dia do evento;
  4. No dia do evento, os participantes debatem, conversam sobre a obra;
  5. Após o evento, os participantes devolvem a obra.

Data : 21/03/19
Horário: 19h30
Local: Café Babette
Informação: 3223.4457 ou contato@afcuritiba.com.br 
Inscrições: Online | Secretaria AF Prudente e Fabrika

Sinopse: 
A representação dos fundamentos da vida parisiense, como ocorre na maior parte da obra de Honoré de Balzac, é especialmente aguda e crítica em “A menina dos olhos de ouro”, publicado pela primeira vez em 1835. No capítulo que abre a novela, Fisionomias parisienses, a descrição ácida de diversos tipos que formam o mosaico social da cidade desemboca na conclusão: Em Paris, toda paixão se resume a dois termos: ouro e prazer. Filho de um lorde inglês com quem não tem contato, e de uma marquesa francesa que se casou com um velho cavalheiro que a acolheu grávida mediante dote pago, Henri de Marsay torna-se um jovem belo, rico e bem-sucedido no complexo emaranhado de relações da alta sociedade francesa. Numa caminhada ele se depara com uma linda e enigmática moça dona de dois olhos amarelos como os de um tigre, um amarelo de ouro que brilha, de ouro vivo, e imediatamente se apaixona por aquela que descobre ser Paquita Valdès. A aproximação de Paquita, cercada de mistérios (ele deve ir de olhos vendados em uma carruagem para um lugar que desconhece), leva o jovem de Marsay a uma perda de controle a que não está acostumado. O erotismo que permeia a alta aristocracia é pintada com cores cruas, e esse realismo que de Marsay terá de encarar, já sem venda nos olhos. A menina dos olhos de ouro’ é o terceiro romance da trilogia ‘História dos treze’ que inclui ainda ‘Ferragus’ e ‘A duquesa de Langeais’. O fio condutor desta trilogia é a existência, nos bastidores das tramas, de uma sociedade secreta, ‘Os treze Devoradores’, espécie de confraria cujos membros juravam ajudarem-se entre si. O livro pode, porém, ser lido de forma independente – cada livro da trilogia tem uma história autônoma, com começo, meio e fim.