Sarau histoire | Cristina da Suécia

Sarau histoire | Cristina da Suécia

Cristina da Suécia, a rainha da neve.

Cristina nasceu numa fria noite de dezembro de 1626. Quando nasceu, as parteiras pensaram que fosse um menino, mas logo se aperceberam de que talvez se tratasse de uma menina. Rumores e comentários sobre o assunto não faltaram. O rei não ligou, adorou de imediato a criança. A mãe preferia os anões da corte.
Aos cinco anos de idade, com a morte do pai, Gustavo Adolfo, herdou o trono de uma das grandes potências europeias da Era Moderna, a Suécia.
Aos 23 anos abdicou do trono sueco para converter-se ao catolicismo, para espanto do mundo. O papa aplaudiu eufórico: a filha do campeão do luteranismo sendo recebida no seio da Santa Madre Igreja Católica Romana. Talvez depois tenha se arrependido da empolgação. Ansiosa por receber a Santa Ceia das mãos do papa, abandonou a gelada e monótona Suécia, pela ensolarada e vibrante Roma. Teve a mais fina educação, mas se comportava muitas vezes como um soldado ou um dono de taberna. Muitas vezes se vestia como eles.
Foi descrita como erudita, lésbica, prostituta, mecenas, filósofa, hermafrodita, benfeitora, assassina, ateia, heroína. Mas não correspondeu a nenhum desses rótulos e ainda hoje sua vida é cercada por véus de mistério.

Palestrante: Wilson Maske.
Curadoria:  Prof.a Maria Cecilia Barreto Amorim Pilla | Coordenadora do Programa de Pós-Graduação
Data: 27/10
Horário: 19:30
Local: Café Babette (Prudente de Moraes, 1101 – Centro)
Entrada franca. Evento aberto ao público